Sugestões para melhoria do caótico trânsito do centro de João Monlevade

Como estou no trânsito diariamente, e conheci e observei o trânsito de outras cidades, que encontraram soluções harmoniosas e com equilíbrio, quero contribuir com sugestões para o problema do trânsito de João Monlevade.

SUGESTÕES

01) Educação do pedestre (portador ou não de deficiências), do ciclista, do motociclista, do motorista de veículo pequeno, do motorista de ônibus, do caminhoneiro, etc., para haver uma integração modal eficiente;

02) Implantação, ampliação e reforma de passeios públicos (melhoria dos passeios, nivelando-os para a promoção da mobilidade urbana, principalmente, facilitando a quem possui restrições de locomoção, e retirada de postes, placas, e demais obstáculos que impedem a mobilidade dos pedestres); a confecção do passeio será padronizado e ficará a cargo da Prefeitura, com a cobrança ao proprietário, para o mesmo não demorar ou esquivar de fazê-lo; confecção de “crosswalks” em vários trechos das duas Avenidas principais – Getúlio Vargas e Wilson Alvarenga, sem esquecer das ruas e avenidas secundárias;

03) Implantação de ciclovia/ciclofaixa, principalmente no centro comercial, sem esquecer de um projeto para toda a cidade, para a melhoria do trânsito, qualidade de vida e do próprio meio ambiente, pois o carro promove o uso ineficiente do espaço público e a bicicleta liga as pessoas enquanto os automóveis separam; promover a bicicultura e o andar a pé ao invés do culto ao automóvel; o domínio da via deve ser, impreterivelmente, do homem e não da máquina;

04) Pista de descida da Getúlio Vargas com uma Ciclovia/ciclofaixa, à esquerda, de mão dupla com sinalização segundo o código brasileiro de trânsito; a Av. Getúlio Vargas, em toda a sua extensão – até o Bairro Santa Bárbara, com uma única mão de direção (descida);

05) Quatro pontos de retorno: um na Av. Wilson Alvarenga, próximo ao Castelinho, outro na Wilson Alvarenga na Av. do Andrade e do CEJM, um na Getúlio Vargas próximo ao CEJM e outro na união das Av. Wilson Alvarenga com a Getúlio Vargas (CVG) (Fotos abaixo);

06) Mão única de subida para veículos somente, pela Wilson Alvarenga, sem possibilidade de transposição para a Getúlio Vargas (a não ser nos pontos de retorno) e vice-versa, com possibilidade única de entradas/saídas à direita de quem trafega na mão de direção;

07) Mão única de descida para veículos somente, pela Getúlio Vargas, sem possibilidade de transposição para a Wilson Alvarenga (a não ser nos pontos de retorno) e vice-versa, com possibilidade única de entradas/saídas à direita de quem trafega na mão de direção;

08) Pista de descida da Wilson Alvarenga utilizada como mão dupla, ou seja, faixa exclusiva e segregada de ônibus (estudo de melhores horários e linhas, pontos de paradas específicos para cada linha e também o tipo de serviço prestado – BRT, por exemplo) e caminhões de carga (estes, com horário específico de carga/descarga, inclusive os de valores); os pontos de retorno serão utilizados por estes veículos para acesso à bairros específicos e de difícil acesso na direção normal;

09) Estacionamentos para os veículos somente nas ruas à direita das Av. Getúlio Vargas e Wilson Alvarenga, ou seja não será mais permitido o estacionamento nas Avs. acima mencionadas;

10) Se entenderem que para solucionar o problema do trânsito é somente com nova abertura de pavimento, futuramente encontraremos o mesmo caos, pois haverá mais espaço e consequentemente aparecerá mais e mais veículos para ocupar este espaço; o asfalto que sempre é exigido e colocado é poluidor desde o momento de sua fabricação, e também, impermeabiliza o solo, com conseqüências desastrosas (enchentes, por exemplo) à frente;

11) A curto prazo: reescalonamento de horários, pontos específicos de paradas para cada linha, direção social e carona solidária;

12) A médio prazo: sinaleiras inteligentes (dupla função: mobilidade urbana sustentável e segurança pública), transporte público – ônibus e lotações – e ciclovias;

13) A longo prazo: obras de ampliação de capacidade, transporte público – Metrô, teleférico (como na cidade de Bogotá) e corredores expressos;

14) Promover estudos onde as PPP (Parcerias Público Privadas) e os voluntariados sejam privilegiados.

Obs.: Abaixo há cinco mapas (1,2,3,4 e 5) que mostram como está hoje, as Avs. Getúlio Vargas e Wilson Alvarenga; há, também, cinco mapas (1a, 2a, 3a, 4a e 5a) que demonstram como ficariam as Avs. Getúlio Vargas e Wilson Alvarenga, se implantadas as modificações sugeridas.
Alguns itens acima possuem a intenção de restringir o tráfego de veículos principalmente no centro da cidade, acompanhando cidades de primeiro mundo como Zurich (Suíça), Oslo (Noruega), Londres (Inglaterra), Copenhague (Dinamarca), Paris (França) e outras mais, favorecendo uma melhor mobilidade, e assim colocando em prática a idéia ultrapassada e antiga de prioridade para os automóveis.
O problema não é o automóvel e sim seu uso INDISCRIMINADO. Estamos acostumados a ir a uma loja, por exemplo, e queremos estacionar em frente a esta loja, e se tivermos que ir à outra loja, mesmo que esta esteja somente a alguns metros, queremos encontrar outra vaga na frente desta outra loja, ou seja, temos uma cultura da preguiça, da vaidade, da lei de Gerson, achando com este tipo de ação que temos qualidade de vida… Pensemos…

O remédio pode ser amargo, mas é o que iniciará a cura…

Legenda das Cores dos Mapas:
Amarelo: ciclovia/ciclofaixa;
Vermelho: trânsito misto de veículos;
Verde: pista exclusiva de automóveis, motos e caminhonetes;
Azul: pista de mão dupla exclusiva para ônibus e caminhões.
Obs.: Viaturas Policiais, Ambulâncias, e demais veículos de Socorro terão prioridade em qualquer das Avenidas.

Mapa1

Mapa1a

Mapa2

Mapa2a

Mapa3

Mapa3a

Mapa4

Mapa4a

Mapa5

Mapa5a

Não conseguiremos sair da grave crise e dos problemas que aqui estão usando os mesmo métodos ou técnicas que os criaram.

Referências:
01) Ministérios da Cidades (http://www.cidades.gov.br);
02) DVO/João Monlevade;
03) Vários sites e artigos científicos da internet;
04) Reportagens diversas;
05) Denatran/DETRANs;
06) Observações próprias em fotos e em viagens.

Anúncios

5 Respostas to “Sugestões para melhoria do caótico trânsito do centro de João Monlevade”

  1. Anônimo Says:

    Sugiro-lhe fazer uma matéria sobre os ônibus da cidade. Muitos não oferecem apoio a deficientes, e o preço da passagem…

    Belo Horizonte, linha BHBus Azul tem ônibus de 15 em 15 minutos para qualquer lugar (central) que deseja ir, preço da tarifa R$2,30.

    A maioria das cidades com o mesmo número de habitantes que João Mólevade tem suas tarifas de ônibus a metade do preço que Belo Horizonte.

    Falar Belo Horizonte ou João Mólevade tanto faz. É o mesmo preço.

    • bocaonopulpito Says:

      Caro Anônimo,
      obrigado por sua visita, e se posível, comente com seus amigos e amigas sobre o meu blog e sobre este conteúdo.
      Na implantação de corredores estruturais (ao invés de Avenidas de trânsito misto, como hoje), com pistas exclusivas de ônibus, e tambpem, com pontos específicos para as linhas, isto implica na mobilidade do transporte público; penso que se limitarmos o uso do automóvel, como em muitas cidades DESENVOLVIDAS, ou em desenvolvimento que priorizam o meio ambiente e uma forma sustentável de cidades e de sua mobilidade, o transporte público tende, NECESSÁRIAMENTE, á melhoria e também à não discriminação de pessoas que possuem limitações de qualquer ordem.
      Abraços.

  2. Izabel Leite Braga Says:

    Um ótimo estudo sobre o caos vivido por todos nós nos fins de semana, na véspera de natal, então!………..
    Acho eu que no ítem 14,além do proposto, sugiro um estudo de possibilidade de mudança do leito da linha férrea, junto a Arcelor Mittal.
    Também, abertura da Av, Barão de Cocais nos trechos ainda sem construções, alargamento da Av.Gentil Bicalho e Rodrigues Alves onde hoje a demanda é de decisão a custo zero.

  3. amantino andrade Says:

    monlevade precisa ser revitalizada,tenho outros projetos,parabenizo ao marcelo pela iniciativa,mas creio eu em outras alternativas para o futuro breve,como ja vivi no exterior pais de primeiro mundo ,o que falta aqui e conhecimento de todos ests ultimos prefeitos que governaram monlevade,pois a mente deles foram afunilando idem ao transito,nao pensam no futuro e somente no presente,quando eles terminam uma obra,esta obra ja esta ultrapassada

  4. profmadeira Says:

    Marcelo Guimarães Você comentou de ciclovia em beneficio da qualidade na mobilidade urbana…veja neste link o trabalho da prefeitura de Sorocaba desenvolvido em 16 anos de governo do PSDB. http://migre.me/8nLWr

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: